Inadimplência no ramo da educação

44

A educação apesar de reconhecida, não é priorizada pelos brasileiros. Em momentos de crise, o setor da educação é um dos primeiros a serem atingidos com uma alta taxa de inadimplentes e evasão. Saiba com contornar a situação!

Ao questionar um brasileiro sobre as possibilidades de crescimento profissional ou pessoal, é comum escutar frases voltadas a temática da educação. Buscar por qualificação profissional, cada vez mais se torna necessário para se inserir e crescer no mercado de trabalho.

Um relatório da Educations at a Glance (Um olhar sobre a educação livre), publicado em 12 de setembro de 2017 pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), revela que embora a educação em escala global tenha registrado avanço nos últimos anos, a educação no Brasil ainda apresenta dados que não representam uma imagem satisfatória em relação a esse tema.

Em 2015, mais da metade da população adulta, de idade entre 25 e 64 anos, não havia completado o ensino médio, enquanto 17% da população não havia nem ao menos concluído o ensino fundamental.

Cursando a faculdade

Ao considerar todos os países pesquisados pelo OCDE, os adultos com diploma universitário obtêm alguns benefícios em relação ao seu investimento na educação: possuem 10% mais chances de serem empregados e ganharão, cerca de 56% mais do que os adultos que não ingressaram na faculdade após concluir o ensino médio.

Faixa etária e Escolaridade

No dia 23 de março de 2017, a PNAD, pesquisa realizada pelo IBGE, demonstrou que 45,4% brasileiros interessados em qualificação profissional possuía entre 15 e 29 anos de idade.

A escolaridade também chamou a atenção na pesquisa, já que a maioria dos entrevistados, 48,1%, possuía 11 anos ou mais de estudo, o que revelou que quanto maior o grau de instrução, maior o interesse pela qualificação.

A educação como negócio

A demanda brasileira para empresas que investem na área da educação se torna muito instável, pois há interesse por parte das pessoas em adquirir qualificações, mas por outro lado, existem alguns obstáculos, como a falta de disponibilidade de tempo ou recursos que as impedem de persistir nessa vontade.

As empresas que fornecem serviços educacionais passam por alguns cenários de instabilidade, já que muitos consideram que o conteúdo entregue de uma forma direcionada não seja necessário, além dos cursos serem considerados como privilégios ou abaixo das necessidades básicas, sendo os primeiros a sofrerem cancelamentos nos momentos de crise dos clientes.

Conseguir visualizar o cenário de sua empresa através do controle da quantidade de clientes ativos, pagantes em atraso e os que pagam em dia, torna as decisões tomadas pelos gestores, mais objetivas. Conheça as fragilidades de sua instituição de ensino e saiba agir estrategicamente para reverter os momentos de insegurança em sua empresa.

Sabendo das dificuldades no ramo educacional, o Galax Pay preparou este post com dicas para  ajudar a reverter a situação. Veja a seguir:

Taxa de inadimplência: você sabe o que é?

Antes da primeira dica, é preciso que um gestor conheça e saiba como calcular a taxa de inadimplência de sua empresa. A taxa de inadimplência é a referência do percentual de operações financeiras com atraso superior a 90 dias em relação ao saldo total.

Taxa de inadimplência alta

Taxas altas de inadimplência podem gerar instabilidades ao seu negócio. Ao contrário do que muitos imaginam, um índice de inadimplência de 10%, por exemplo, já apresenta um grande risco para o crescimento e manutenção de um negócio.

Para o bom funcionamento, uma empresa voltada a educação precisa trabalhar com previsibilidade financeira, visando definir quais investimentos possam ser feitos, além do investimento em produção de novos materiais e contratação de pessoas para colaborar com a empresa.

A situação ideal para uma empresa escalável é que o índice de inadimplência esteja o mais próximo de zero possível, almejando chegar a marca de não ter clientes inadimplentes. Quando essa taxa extrapola os 5%, manter uma empresa em crescimento começa a se tornar mais trabalhoso, será necessário assumir uma série de ações que oferecem riscos financeiros e em alguns casos, será impossível reverter o quadro.

ALERTA MÁXIMO!

Entenda como sua empresa pode ser impactada pelas altas taxas de inadimplências!

– Desestruturação do planejamento financeiro: O planejamento será o primeiro impactado. É comum que para ter o controle da entrada e saída de recursos, instituições de ensino façam planejamentos de recursos.

Se no início das atividades de seu negócio, o risco de inadimplência não for considerado, seu investimento será afetado de forma direta, prejudicando a continuidade de seu negócio.

– Falta de recursos: Não tem como manter um negócio sem  investimento financeiro. Será então necessário tirar recursos de um investimento para cobrir o outro, até que, caso não resolvido, não terá de onde remanejar os recursos.

– Atraso no pagamento de fornecedores: Mesmo que a sua empresa não receba por parte dos clientes, os fornecedores ainda deverão ser pagos. A falta de recursos já citada fará com que os débitos da empresa atrasem e, essa situação pode afetar a credibilidade de seu negócio.

Acompanhe a inadimplência mês a mês

Busque fazer a análise de relatórios mensalmente para entender quais são as maiores demandas voltadas a área de educação para obter resultado mais assertivos em seu negócio. Para saber se a situação de sua instituição já está preocupante, é possível fazer um cálculo. Faremos ele passo a passo, continue com a gente!

Como calcular a inadimplência da sua instituição?

Para realizar o cálculo, é necessário estar ciente de algumas informações, como o número de clientes que sua instituição atende e o faturamento do período determinado.

O índice de inadimplência é calculado considerando os pagamentos que estão com atraso de mais de 90 dias e menos de 180. Para auxiliar no cálculo de inadimplentes de sua instituição, existe uma fórmula e iremos fazê-la passo a passo com você.

Considere TI como taxa de inadimplentes, T90 como total de débitos pendentes com 90 a 180 dias de atraso e TT como o total cobrado durante o mesmo período. A fórmula é montada da seguinte maneira:

TI=T90/TT

Acompanhe através do exemplo fictício, como calcular a taxa de inadimplência para ficar mais fácil de compreender o raciocínio. Usaremos o mês de outubro de 2018 para o passo a passo:

Passo 1: Selecione quais são os meses que em outubro se encontram com mais de 90 dias de atraso e menos de 180 dias.

Abril (180 a 151 dias de atraso em relação a setembro)

Maio (150 a 121 dias de atraso em relação a setembro)

Junho (120 a 90 dias de atraso em relação a setembro)

Passo 2: Selecione o valor total das cobranças emitidas com vencimento em cada um dos meses. Suponhamos:

Abril: R$ 3.100,00

Maio: R$ 3.050,00

Junho: R$ 4.075,00

Total: R$ 10.225,00 (TT)

Passo 3: Selecione o valor total de inadimplência dos meses selecionados.

Abril: R$ 440,00

Maio: R$ 525,00

Junho: R$ 600,00

Total: R$ 1.565,00 (T90)

Agora, coloque todos os números na fórmula:

TI=T90/TT

TI= 1.565,00/10.225,00

TI= 0,153 ou 15,3%

Sendo assim, a taxa de inadimplência no mês de outubro de 2018 é de 15,3%.

A porcentagem encontrada é um indicativo da taxa de inadimplentes da sua empresa. É fundamental estar consciente sobre o cenário financeiro de sua instituição, antes que o cenário se agrave e as complicações para resolver o problema aumentem.

Como reduzir o índice de inadimplência?

Para diminuir o índice de inadimplência é necessário estar sempre atento ao financeiro de seu negócio e constantemente buscar por atualizações em relação as mudanças que ocorrem no mercado.

Confira a seguir 3 dicas para diminuir significativamente este índice:

Pagamento recorrente

O Pagamento Recorrente surgiu como uma solução para empresários que devido a falta de previsibilidade gerada por causa da inadimplência, possuíam problemas frequentes na área da educação e demais segmentos.

O pagamento recorrente é um estilo de transação que consiste na realização do débito automático no cartão de crédito do cliente, no qual a empresa tem a autorização de realizar a cobrança de forma direta seguindo a periodicidade acordada. Por ser realizada uma cobrança mensalmente, o cliente não precisa fornecer os dados da cobrança a cada novo pagamento.

A aquisição dessa forma de pagamento oferece muitos benefícios, como veremos abaixo:

– Não utiliza a maquininha de cartão: Dessa maneira você economiza o dinheiro do aluguel que pagaria mensalmente, além das taxas por transação.

– Otimização no tempo da cobrança: Como  o pagamento é feito de forma automática, sua empresa pode dedicar seu tempo a outras atividades com a diminuição do tempo de cobrança e envio de lembretes aos clientes.

– Redução da inadimplência: Por ser realizado de forma automatizada e diretamente no cartão de crédito do cliente, o seu recebimento é garantido, ocasionando a redução considerável de mais de 30% do índice de inadimplência.

– Garantia de recebimento dos valores acordados: No dia do vencimento, a mensalidade é debitada no cartão do cliente. Sendo assim, a dívida passa a ser entre o banco e o cliente, e não diretamente com sua instituição.

Entenda mais sobre o débito recorrente clicando aqui!

Ofereça descontos para pagamentos antecipados

Você pode usar o pagamento antecipado como recurso para atrair a atenção do seu cliente. Em alguns casos é mais vantajoso oferecer alguns pequenos descontos planejados para garantir que o cliente irá continuar utilizando os seus serviços, do que receber multas sem previsão. Transforme o seu fluxo de caixa em prioridade!

Ainda sobre o pagamento antecipado, ofereça por exemplo, a opção de promoções e planos semestrais ou anuais. Mesmo com o desconto, você receberá quantias consideráveis nos meses iniciais, podendo se programar em cima desses valores para investimentos futuros

Conheça o Galax Pay

O Galax Pay é um sistema de pagamento recorrente em que a sua instituição cadastra o cliente e seu cartão de crédito, o valor da transação e o período em que a cobrança deve ser realizada e após essa etapa, todo o processo é feito de forma automática.

Após a contratação do Galax Pay, basta apenas fazer a integração com o sistema de sua instituição para ter todas as informações de maneira simples no mesmo lugar. O Galax Pay é fácil de usar e você pode cadastrar um cliente e uma cobrança em 2 minutos.

Busque por conhecimento!

Se prepare para o que você pode encontrar no mercado. A melhor forma de ter um negócio de sucesso é conhecendo sobre as suas particularidades. Busque cada vez mais conhecimento para conseguir tornar o seu negócio reconhecido e com crescimento escalável.

A educação abre portas. Cursos profissionalizantes, práticos e até mesmo online, irão dar auxílio para que você entenda melhor sobre as motivações da inadimplência em sua empresa, além das melhores estratégias para administrá-la.

Receba o contato de um dos nossos especialistas, implemente o Galax Pay em sua Instituição e veja o número de inadimplentes reduzir significativamente.